You are here

Marisa Matias

Eurodeputada, dirigente do Bloco de Esquerda, socióloga.

Artigos do Autor(a)

2013/06/23 - 12:02am

Com este governo aprendemos que todos os orçamentos são meramente "ratificativos", reforçam o que de pior já vem de trás, neste caso é mais uma ode ao corte na despesa pública.

2013/06/09 - 12:55am

A teimosia, arrogância e cinismo das instituições europeias e dos governos que nos países os têm executado não parecem ter limites.

2013/05/12 - 12:00am

O governo diz-nos à exaustão: “é preciso cumprir com a Troika porque senão falta-nos o financiamento”. Não lembra a este governo “cumpridor” cumprir os contratos já firmados com pensionistas? Não lembra a este governo cumprir com a Constituição da República?

2013/04/27 - 12:32pm

Cavaco esqueceu-se provavelmente de qual é a finalidade de um Presidente da República e tornou-se no principal – e quase único – rosto de defesa do governo.

2013/04/14 - 12:12am

O Ministro das Finanças fecha a torneira a milhares de empresas, bloqueia o funcionamento de serviços indispensáveis e prejudica a gestão corrente da administração pública. Na mesma semana, ficámos a saber da nomeação para o IGCP de alguns boys do PSD com salários entre os 3.000 e os 10.000 euros.

2013/04/02 - 12:31pm

Atenas mudou radicalmente. A cidade está pobre e não é preciso que ninguém o diga. Vê-se e sente-se. As lojas fecham e as que não fecham foram-se deprimindo. O empobrecimento é já uma realidade estabelecida nos países onde entrou a Troika.

2013/02/17 - 3:00am

As autoridades libanesas conseguiram resistir ao contágio da guerra civil na Síria e manifestaram perante o mundo a vontade de fugir ao horror da guerra.

2013/02/03 - 12:01am

Como pode o BCE ser considerado legitimo se está privado de controlo democrático?

2013/01/20 - 12:06am

Nos últimos tempos dei por mim a perguntar-me: até onde está a ir a cedência ao seu próprio programa por parte dos partidos do governo?

2013/01/06 - 12:17am

Cavaco conseguiu, de uma penada, defender e atacar o orçamento. É certo que o terreno das dúvidas é propício a hesitações, mas tal não se espera de um órgão de soberania.

Pages