Está aqui

Quem são os maiores devedores do Novo Banco?

Em Abril de 2016, o Correio da Manhã divulgou a lista dos maiores devedores do BES que passaram para o Novo Banco, no valor conjunto de 6.600 milhões de euros. Veja aqui o top 20 dos devedores numa apresentação interativa do esquerda.net.
Foto Paulete Matos.

A lista dos maiores devedores é preenchida por empresas lideradas com pessoas próximas de Ricardo Salgado, o ex-líder do Grupo Espírito Santo. Mais de metade do total desta dívida foi contraída por grupos ligados à construção e ao imobiliário.

À cabeça encontrava-se o Grupo Mello, que detém as autoestradas da Brisa e vários hospitais privados, com 945 milhões de euros. Segue-se a Ongoing, o grupo de Nuno Vasconcellos que foi arrastado na queda da Portugal Telecom e que muitos apontavam como sendo um testa de ferro de Salgado na empresa. A dívida da Ongoing ascendia a 606 milhões.

Com 603 milhões de dívida ao Novo Banco estava o grupo Moniz da Maia, também ligado à construção e obras públicas. Segue-se a Martifer, com atividades no campo da construção e energia, com 560 milhões de dívida. Em seguida está a Promovalor, o grupo imobiliário liderado pelo presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, com 466 milhões de euros. Com 442 milhões de dívida estava a Macquarie Motorways, empresa de contrução londrina detida por um grupo financeiro australiano.

Com dívidas a rondar os 300 milhões de euros encontravam-se o empresário madeirense Joe Berardo, e as construtoras Prebuild, Grupo Lena e Obriverca.  Seguem-se a Pelicano (284 milhões), o construtor José Guilherme (267), a Legacy Investments Asset Group, sedeada num offshore “apanhado” nos Panama Papers detida por capital angolano, e o grupo Imatosgil (223), também envolvido no negócio ruinoso da CGD na empresa espanhola La Seda.

Abaixo dos 200 milhões estavam dívidas do Sport Lisboa e Benfica (190), do grupo Previdente, de António Carlos de Almeida Simões (154), o grupo Temple do imobiliário de luxo de Vasco Pereira Coutinho (125), a Energia Limpia, com participação do GES e da Sapec (120), a brasileira Asperbras cuja filial no Congo era liderada por José Veiga. A lista dos 20 maiores devedores é fechada com o crédito de 47 milhões à EBD (antiga Espírito Santo Health & SPA).

 

Resto dossier

Venda ruinosa do Novo Banco

O Banco de Portugal anunciou a venda de 75% do Novo Banco ao fundo abutre Lone Star. Dos 4900 milhões injetados direta e indiretamente pelos contribuintes, através de empréstimos ao fundo de resolução, nem um cêntimo será recuperado neste negócio. E o Estado ainda pode ser chamado a pagar mais por um banco que deixa de lhe pertencer. Dossier organizado por Luís Branco.

Cronologia da venda do Novo Banco

Veja aqui os principais acontecimentos desde a resolução do BES e criação do Novo Banco até ao anúncio da venda ao fundo abutre Lone Star.

Apresento-lhe o novo dono, John Grayken

Os que nos disseram que o homem era fiável, que ele só tem bancos pequenos e tudo corre bem, ou não viram a história toda ou esqueceram-se de a contar. Artigo de Francisco Louçã.

"Não vale a pena quererem convencer-nos que não há custos para os contribuintes"

Ao contrário do governo, o Bloco de Esquerda não esconde os custos da sua opção nem empola os prejuízos das alternativas. Intervenção de Mariana Mortágua no debate de urgência de 5 de abril sobre a venda do Novo Banco.

Emigrantes lesados do BES ou a história de uma burla à espera de justiça

A proposta apresentada pelo Novo Banco corresponde a mais uma burla: pois que outro nome se pode dar a uma “solução” propondo devolver a emigrantes que têm em média 65 anos – a maioria das suas poupanças, sob a forma de obrigações com maturidade em 2049 e 2051? Artigo de Cristina Semblano.

Quem são os maiores devedores do Novo Banco?

Veja aqui a apresentação interativa do top 20 dos devedores do BES no momento da passagem para o Novo Banco, no valor conjunto de 6.600 milhões de euros.

Marcelo e António Costa

Não, não é a solução menos má

Primeiro-Ministro e Presidente da República uniram-se em mais uma bem sucedida cooperação institucional para convencer o país que a monstruosidade que vai ser aprovada em relação ao Novo Banco é a "solução menos má". Artigo de José Gusmão.

Perguntas e respostas sobre a venda do Novo Banco

A nacionalização do Novo Banco era melhor do que a venda? Neste artigo procuramos responder às principais questões sobre a venda do Novo Banco. 

Adicionar novo comentário