Está aqui

Dossier Biko

No dia 12 de Setembro passam 30 anos que morreu Steve Biko, notável lutador da Consciência Negra e herói da luta contra o apartheid na África do Sul.
Neste dossier, em Steve Biko dão-se alguns elementos biográficos, Mandela sobre Biko: um dos maiores filhos da nossa nação - o discurso feito pelo presidente da África do Sul pós apartheid no 20º aniversário da morte do activista pelos direitos dos negros, De Biko a Guantánamo: 30 anos de envolvimento dos médicos na tortura - um texto da revista Lancet, recentemente publicado e dois textos escritos por Steve Biko: A Consciência Negra e a busca de uma verdadeira humanidade e Alma negra em pele branca?
Neste dossier incluímos ainda os vídeos Biko, por Peter Gabriel - um concerto de 1986 e um documentário realizado pela ITV e apresentado em Outubro de 1977.

Resto dossier

Dossier Biko

No dia 12 de Setembro passam 30 anos que morreu Steve Biko, notável lutador da Consciência Negra e herói da luta contra o apartheid na África do Sul.

Steve Biko

Biko foi assassinado há 30 anos. A 12 de Setembro de 1977, Bantu Steve Biko morreu em consequência de bárbaras torturas da polícia sul africana, do regime de apartheid. Biko era um jovem activista negro - morreu com 30 anos - lutador contra o apartheid, dirigente estudantil e fundador do Movimento Consciência Negra.

A Consciência Negra e a Busca de uma Verdadeira Humanidade

Este texto de Steve Biko foi publicado no livro Black Theology: The South African voice (Teologia Negra: a voz da África do Sul) editado por Basil Moore em Londres em 1973.

De Biko a Guantanamo: 30 anos de envolvimento dos médicos na tortura

Nesta semana assinala-se o trigésimo aniversário da morte do activista anti-apartheid Steve Biko. Biko morreu enquanto estava detido pela polícia de segurança Sul Africana. Inicialmente, o Ministro da Justiça afirmou que Biko tinha morrido devido a uma greve de fome, mas a verdade é que a investigação revelou que morreu devido às consequências das feridas na cabeça provocadas durante os interrogatórios policiais, e igualmente devido ao tratamento inadequado que recebeu dos dois médicos que trataram dele, incluindo a falsificação de relatórios.

Mandela sobre Biko: um dos maiores filhos da nossa nação

Na comemoração do 20º aniversário da morte de Steve Biko, o então presidente da África do Sul, Nelson Mandela, disse que "os ditames da História trazem para a primeira linha o tipo de líderes que agarram o momento, que interpretam os desejos e as aspirações dos oprimidos. Steve Biko era um desses, um produto do seu tempo; um orgulhoso representante do redespertar de um povo."

Alma Negra em Pele Branca?

Texto de Bantu Steve Biko, assinado com o pseudónimo Frank Talk, escrito em Agosto de 1970 e incluído no livro de textos de Biko, I write what I like (Escrevo o que quero). Neste texto ele analisa e critica a posição dos liberais brancos.
A comunidade branca na África do Sul é basicamente homogénea. É um grupo de pessoas acomodadas, que desfrutam de uma posição privilegiada que não merecem, que têm consciência disso, e que por essa razão passam todo o tempo a tentar justificar porque são assim. Quando existem diferenças nas suas opiniões políticas, mesmo assim tentam justificar a sua posição privilegiada e a sua usurpação do poder.

Biko, por Peter Gabriel

Em 1980, Peter Gabriel editou a canção "Biko", que foi incluída no seu terceiro álbum.
Nos anos 80, a canção tornou-se um símbolo da luta contra o apartheid na África do Sul e em defesa dos direitos humanos no mundo inteiro.
A versão deste vídeo é de 1986, de um concerto de campanha da Amnistia Internacional.

Adicionar novo comentário