Está aqui

Cantos da Casa

Janeiro 10, 2018

Ana Laíns ‎― Portucalis, 2017. Chico Gouveia Moda velha, 2017. José AfonsoFados de Coimbra e outras canções, 1981. Carlos SeixasHomage to the old master, 2012. Chão da FeiraDas tripas coração, 2015. Edição nº 270, de 10 de janeiro de 2018

Dezembro 21, 2017

Sopa de Pedra Ao longe já se ouvia, 2017.
João GilJoão Gil por…, 2017.
Sérgio Godinho Kilas, o mau da fita, 1981.
Mário Laginha Setembro, 2017.
Cuca RosetaLuz, 2017.
Edição nº 269, de 21 de dezembro de 2017

Dezembro 7, 2017

Ela Vaz ― Eu, 2017.
Carlos Bica & Ana Brandão ― Diz, 2001.
Mário Mata ― Não há nada pra ninguém, 1981.
Mário Laginha ― Setembro, 2017.
O Gajo ― Longe do chão, 2017.
Edição nº 286, de 6 de dezembro de 2017

Novembro 22, 2017

Tiago Bettencourt ― A procura, 2017.
Camané ― Camané Canta Marceneiro, 2017.
Júlio Pereira ― Cavaquinho, 1981.
Mário Laginha ― Setembro, 2017.
Guitardeão ― O Reino de Apolo, 2016.

Novembro 8, 2017

Aldina DuarteQuando Se Ama Loucamente, 2017.
Homem em CatarseViagem interior, 2017.
Brigada Victor JaraQuem sai aos seus, 1981.
Luís José MartinsTentos: Invenções e Encantamentos, 2017.
Rão KyaoAventuras da alma, 2017.
Edição nº 266, de 8 de novembro de 2017

Outubro 25, 2017

Omiri ― Baile electrónico, 2017.
Rui Luís ― Parte de alguém, 2017.
Trovante ― Baile no bosque, 1981.
Luís José Martins ― Tentos: Invenções e Encantamentos, 2017.
Paulo de Carvalho ― Duetos, 2017.

Edição nº 265, de 25 de outubro de 2017

 

Outubro 7, 2017

Júlio Pereira ― Praça do Comércio, 2017.
Remexido ― Remexido, 2017.
Vitorino ― Romances, 1981.
Luís José Martins ― Tentos: Invenções e Encantamentos, 2017.
Rua Direita ― Rua Direita, 2017.

Edição nº 264, de 7 de outubro de 2017

Setembro 23, 2017

Retrospectiva de 1981.

José Afonso, Vitorino, Sérgio Godinho, Brigada Vitor Jara, Trovante e outros.

Edição nº 263, de 23 de setembro de 2017

Setembro 10, 2017

Jorge Rivotti ― Lisboa a sete, 2016.
Lado Esquerdo ― Lado Esquerdo, 2017.
Rui Veloso ― Ar de rock, 1980.
José Pedro Coelho ― Clepsydra, 2012.
Nuno Meneses ― Capitão Zequinha, 2016.
Edição nº 262, de 10 de setembro de 2017

Agosto 25, 2017

João Lóio ― Basta imaginar, 2017.
Laurent Filipe ― As (im)prováveis, 2016.
Rão Kyao ― Ao vivo em Cascais, 1980.
Miguel Ângelo ― A vida de X, 2016.
Saga Cega ― À deriva, 2017.
Edição nº 261, de 25 de agosto de 2017

Agosto 12, 2017

Miguel Araújo ― Giesta, 2017.
Há Lobos Sem Ser na Serra ― Cantares do Sul e da utopia, 2016.
Amália Rodrigues ― Gostava de ser quem era, 1980.
Miguel Ângelo ― A vida de X, 2016.
Pedro Barroso ― Artes do futuro, 2017.
Edição nº 260, de 12 de agosto de 2017

Julho 28, 2017

Couple Coffee ― Fausto food, 2017.
Luiz Caracol ― Metade e meia, 2017.
Carlos do Carmo ― Álbum, 1980.
Miguel Ângelo ― A vida de X, 2016.
Travessa do Corrupio ― Resumo, 2017.

Julho 8, 2017

João Lóio ― Basta imaginar, 2017.
Bicho do Mato ― A vingança do Bicho do Mato, 2016.
Paulo de Carvalho ― Até me dava jeito, 1980.
Nuno da Rocha ― Mesmo que faça frio, 2016.
Carina Salvado ― Fado orgânico, 2014.
Edição nº 258, de 8 de julho de 2017

Junho 23, 2017

Ronda dos Quatro Caminhos ― Sopas do Espírito Santo, 2017.
Ricardo Gama & João Correia ― A vida, a alma e a viagem, 2016.
Fernando Tordo ― Cantigas cruzadas, 1980.
Nuno da  Rocha ― Mesmo que faça frio, 2016.
Príncipe ― Príncipe, 2016.

Edição nº 257, de 23 de Junho de 2017

Junho 5, 2017

Lavoisier ― Projecto 675, 2014.
Dulce Pontes ― Peregrinação, 2017.
Luís Cília ― O peso da sombra, 1980.
Nuno da Rocha ― Mesmo que faça frio, 2016.
Rua da Lua ― Rua da Lua, 2016

Edição nº 256, de 4 de junho de 2017

Maio 20, 2017

Né Ladeiras ― Outras vidas, 2017.
Carlos Martins ― Carlos Martins, 2016.
José Barata Moura ― A rumba da bomba, 1980.
Ogaitu ― Ogaitu instrumental, 2017.
Joana Barra Vaz ― Mergulho em Loba, 2016.
Edição nº 255, de 20 de maio de 2017

 

Maio 4, 2017

Paulo Ribeiro ― O céu como tecto e o vento como lençóis, 2017.
GNR ― Os primeiros 35 anos ― Ao vivo, 2017.
Pedro Barroso ― Quem canta seus males espanta, 1980.
Ogaitu ― Ogaitu instrumental, 2017.
Trêsporcento ― Território desconhecido, 2017.
Edição nº 254, de 4 de maio de 2017

Abril 20, 2017

Aníbal Raposo ― Mar de Capelo, 2017.A. P. Braga ― Lisboa 2017, 2017.Afonso Dias ― O que vale a pena, 1980.Ogaitu ― Ogaitu instrumental, 2017.

Luís Severo ― Luís Severo, 2017.

Edição nº 253, de 21 de abril de 2017

Março 31, 2017

Lula Pena ― Archivo pittoresco, 2017.
Caixa de Pandora ― Rota das afinidades, 2016.
Janita Salomé ― Melro, 1980.
Ruy Coelho ― O violino d'Orpheu, 2015.
Um Corpo Estranho ― Pulso, 2016.

Edição nº 252, de 31 de março de 2017

 

Março 17, 2017

Diabo a Sete ― Figura de gente, 2016.
Mão Morta ― Ao vivo no Theatro Circo, 2017.
Terra a Terra ― Dançando, pulirando, 1980.
Ruy Coelho ― O violino d'Orpheu, 2015.
Chico Gouveia ― Moda velha, 2016.

Edição nº 251, de 17 de março de 2017

Março 4, 2017

Osso Vaidoso ― Miopia, 2016.
Susan Palma-Nidel ― Lisboa íntima, 2016.
Chants du blé et cornemuses de berger, 1980.
Ruy Coelho ― O violino d'Orpheu, 2015.
Rita Redshoes ― Her, 2106.

Edição nº 250, de 4 de março de 2017

Fevereiro 18, 2017

As 3 Marias ― Depois, 2017.
Terra Batida ― Falaciosa realidade, 2017.
Adriano Correia de Oliveira ― Cantigas portuguesas, 1980.
Luís de Freitas Branco ― Suite alentejana Nº. 1, 1950.
Pedro e os Lobos ― Este chão que pisamos, 2016.

Edição nº 249, de 18 de fevereiro de 2017

Fevereiro 3, 2017

Francisco Naia ― Nos cantos da memória, 2015.
Myrica Faya ― Do cerne, 2016.
Banda do Casaco ― No jardim da Celeste, 1980.
Luís de Freitas Branco ― Suite alentejana Nº. 1, 1950.
A Cepa Torta ― Amor e outras maleitas, 2013.

Edição nº 248, de 3 de fevereiro de 2017

Janeiro 5, 2017

Afonso Dias ― Andanças & cantorias, 2016.
Teresa Salgueiro ― O horizonte, 2016.
José Afonso ― Fura fura, 1979.
Luís de Freitas Branco ― Suite alentejana nº. 1, 1919.
Alma Rasgada ― Não sou daqui, 2016.
Edição nº 246, de 5 de janeiro de 2017