Está aqui

Manifestação 2 de março: Que se lixe a troika! O povo é quem mais ordena!

Março 5, 2013

Imagens da manifestação "Que se Lixe a Troika! O Povo É Quem Mais Ordena!" em Lisboa a 2 de Março de 2013.

Março 3, 2013

As manifestações do “Que se lixe a troika! Queremos as nossas vidas” merecem destaque na imprensa internacional. Neste artigo citamos algumas dessas publicações e agências noticiosas. Última atualização às 4h02 de 03/02.

Março 2, 2013

A onda de indignação que ocupou este sábado as ruas do país contou com a adesão de mais de um milhão e meio de cidadãos e cidadãs, segundo adianta o movimento “Que se lixe a troika! Queremos as nossas vidas!”. O esquerda.net compila neste artigo as informações já avançadas pelos organizadores dos protestos sobre a adesão nas diferentes regiões. Última atualização às 15h30 de 05/02.

Março 2, 2013

Carlos Mendes diz que “já não se via tanta gente junta há muito tempo”; Arménio Carlos acha que o governo “sabe que está por um fio”; Lima Coelho defende que "estas coisas têm de ter consequências”.

Março 2, 2013

Catarina Martins diz, durante a manifestação em Lisboa, que “um primeiro-ministro que tivesse um mínimo de dignidade política e pessoal, depois de ver esta multidão, na rua, que lhe diz 'não', não teria outro caminho senão demitir-se”.

Março 2, 2013

Para Catarina Martins, depois de ver esta multidão na rua a dizer-lhe 'não', “um primeiro-ministro que tivesse um mínimo de dignidade política e pessoal não teria outro caminho senão demitir-se”. Para João Semedo, ficou demonstrado que “a `troika´ e o governo estão a mais no país”.

Março 2, 2013

Segundo a organização da manifestação “Que se lixe a troika! Queremos as nossas vidas!” mais de um milhão e meio de pessoas em todo o país exigiu a demissão do governo do PSD/CDS-PP. A adesão superou a da anterior manifestação de 15 de setembro. No Porto, 400 mil pessoas encheram as ruas. No final da manifestação de Lisboa foi lida uma moção de censura popular perante um "Terreiro do Povo" repleto de manifestantes.

Março 2, 2013

Veja neste artigo fotografias das manifestações um pouco por todo o país. Última atualização às 14h31 de 04/02.

Março 2, 2013

Milhares de pessoas encheram o Terreiro do Paço. Ao som de Grândola Vila Morena, os manifestantes percorreram as ruas da baixa de Lisboa entoando palavras de ordem como "O povo unido, jamais será vencido", "Governo para a rua já", "Espanha, Grécia, Irlanda e POrtugal a nossa luta é internacional", "A rua é nossa" e "A luta continua, troika para a rua". Última atualização às 19h10 de 02/02.

Março 2, 2013

A primeira manifestação integrada nos protestos do movimento "Que se lixe a troika! Queremos as nossas vidas" teve início pelas 10h na Horta, na ilha do Faial, Açores. Veja neste artigo as fotos do protesto e consulte aqui a lista de manifestações que terão lugar este sábado.

Março 2, 2013

Este sábado, os cidadãos saem às ruas para contestar as políticas de austeridade e exigir a demissão do “governo da troika”. Várias personalidades já apelaram à adesão ao protesto, que contará com a participação da CGTP e de vários movimentos sociais e será engrossado por colunas de setores sociais e profissionais. Os dirigentes do PCP, Bloco de Esquerda e da Juventude Socialista já confirmaram a sua presença nas manifestações.

Fevereiro 28, 2013

“Que se lixe a troika! O povo é quem mais ordena!” é o lema que ganha relevo na sociedade portuguesa e que se irá ouvir em 37 cidades, pelo menos, no próximo sábado - num momento em que a troika está em Portugal. Em Lisboa, a Maré da Educação irá juntar-se à Maré da Saúde. Diversas marés estão a organizar-se também no Porto. A Associação de Aposentados, Pensionistas e Reformados (APRe!) participa nas manifestações de Lisboa, Porto, Coimbra, Leiria e Faro.

Fevereiro 27, 2013

António Arnaut diz que “o povo está a perder a paciência” e também subscreve o apelo da Maré Branca pela Saúde, que se vai juntar à manifestação de Lisboa a partir da concentração marcada para as 14h30 em frente à Maternidade Alfredo da Costa.

Fevereiro 27, 2013

O Congresso Democrático das Alternativas apela à participação nas manifestações de sábado e no dia seguinte organiza um debate no Porto para avaliar o Memorando, o Governo e a Troika.

Fevereiro 22, 2013

Aumentam as adesões à manifestação nacional “O Povo é quem mais ordena”. Arménio Carlos estará “numa das manifestações que estão marcadas em vários pontos do país”. A Confederação Nacional de Associações de Pais (CONFAP) também anunciou a sua participação na “Maré da Educação”. Entretanto, foi convocada manifestação em mais uma cidade, Portalegre, pelo que o 2 de Março está assim convocado para 25 cidades.

Fevereiro 20, 2013

A Associação de Aposentados, Pensionistas e Reformados (APRe!) convoca todos os reformados e pensionistas a participarem juntos nas manifestações do 2 de março sob o lema "Não somos descartáveis".

Fevereiro 20, 2013

"Sem Educação de qualidade não há país que sobreviva à crise", diz o manifesto que convoca a comunidade educativa para o 2 de março em Lisboa, com concentração e partida do Ministério da Educação, na Av. 5 de outubro, às 15h. 

Fevereiro 20, 2013

A convocatória do 2 de Março nas redes sociais passa também pelo trabalho de artistas gráficos, com imagens que têm sido partilhadas por milhares de pessoas. O esquerda.net selecionou alguns destes "cartazes virtuais".

Fevereiro 17, 2013

Diversos profissionais de saúde, nomeadamente os presidentes dos sindicatos dos enfermeiros e dos médicos, divulgaram texto e criaram evento no facebook Maré Branca pela Saúde em que afirmam “No dia 2 de Março saímos à rua” e convocam concentração para junto à Maternidade Alfredo da Costa em Lisboa às 14.30h.

Janeiro 24, 2013

Até à data, a manifestação "Que se Lixe a Troika. O Povo é quem mais ordena" já foi convocada para 31 cidades portuguesas, bem como para Barcelona, Paris, Madrid, Londres, Budapeste, Estocolmo e Boston. Os promotores do evento propõem opor “a esta onda que tudo destrói” a “onda gigante da nossa indignação”. A convocatória da iniciativa conta com 120 subscritores. Em atualização permanente.