Está aqui

Energia nuclear

O próximo desastre na escala de Chernobyl ou Fukushima pode acontecer muito mais cedo do que o público se dá conta – Foto de Matthias Lambrecht/flickr
Outubro 5, 2016

Investigadores analisaram mais de 200 acidentes nucleares e forneceram uma avaliação sombria dos riscos da energia nuclear: “O próximo acidente nuclear pode ocorrer muito mais cedo ou ser mais mais grave do que o público imagina," declarou um dos autores do estudo.

Agosto 8, 2016

O governo da Renânia do Norte-Vestfália comprou 21 milhões de comprimidos de iodo para fazer face a um potencial acidente nuclear nas centrais “menos seguras” do mundo, localizadas na Bélgica.

Manifestação pelo encerramento da central nuclear de Almaraz, 11 de junho de 2016 – Foto de Almerinda Bento
Junho 13, 2016

A atual situação da Central Nuclear de Almaraz, a 100 km da fronteira portuguesa, tem servido para colocar novamente no debate público a energia e, principalmente o nuclear.

Julho 23, 2012

O Governo japonês e a companhia de eletricidade Tepco ignoraram o perigo associado à energia nuclear e isso foi o que tornou possível o acidente da central nuclear de Fukushima, concluiu o relatório final sobre a catástrofe de Março de 2011.

Junho 16, 2012

Primeiro-ministro Yasuhiko Noda decide reativar dois reatores nucleares na central de Oi, ignorando vontade popular expressa uma petição que recolheu 7,5 milhões de assinaturas.

Dezembro 5, 2011

Vários membros da Greenpeace entraram, esta segunda-feira, na central nuclear de Nogent-sur-Seine, demonstrando como "a segurança nuclear não existe". A organização ambientalista diz ter ativistas “noutras instalações nucleares” francesas.

Outubro 6, 2011

Ao contrário das fanfarras e das afirmações optimistas que diziam que a reconstrução avança rápido, a realidade não é exactamente essa. Última parte do relato da viagem que o correspondente no Japão do Esquerda.net fez à região mais atingida pelo terremoto, pelo tsunami e pela crise nuclear de Fukushima.

Outubro 2, 2011

Quarta parte do relato da viagem que o correspondente no Japão do Esquerda.net fez à região mais atingida pelo terremoto, pelo tsunami e pela crise nuclear de Fukushima. Desta vez, visita às regiões mais atingidas pelo tsunami, e um lugar realmente fantasmagórico.

Outubro 1, 2011

Terceira parte do relato da viagem que o correspondente no Japão do Esquerda.net fez à região mais atingida pelo terremoto, pelo tsunami e pela crise nuclear de Fukushima. Seis meses depois, no meio da paisagem de destruição e desolação, há quem persista em ressuscitar a vida.

Setembro 29, 2011

Segunda parte do relato da viagem que o correspondente no Japão do Esquerda.net fez à região mais atingida pelo terremoto, pelo tsunami e pela crise nuclear de Fukushima. “Vi cenas de um inferno que jamais esperei ver.”

Setembro 27, 2011

Entre os dias 15 e 20/9, o correspondente no Japão do Esquerda.net percorreu 2 mil quilómetros na região mais atingida pelo terremoto, pelo tsunami e pela crise nuclear de Fukushima 1. Esta é a 1ª parte da sua reportagem, escrita (e fotografada) em forma de diário.

Setembro 12, 2011

Uma explosão num local de tratamento e acondicionamento de resíduos nucleares no Sul de França fez, no final da manhã desta segunda-feira, um morto e quatro feridos. De momento, não há conhecimento de qualquer fuga de radioactividade, segundo a Autoridade de Segurança Nuclear.

Maio 8, 2011

Fukushima marca, em matéria de energia atómica, o fim de uma ilusão e o início da era pós-nuclear. Classificado agora no nível 7 ou superior na escala internacional de incidentes nucleares (INES), o desastre japonês é comparável ao de Chernobyl (na Ucrânia, ocorreu em 1986) devido aos seus "efeitos radioactivos significativos sobre a saúde humana e o ambiente".

Maio 3, 2011

A tragédia de Fukushima, no Japão, não fez a Índia desistir da construção do maior complexo nuclear do mundo em Jaitapur, na costa ocidental, embora o governo tenha anunciado que imporá um rígido regime de segurança. Por Ranjit Devraj/IPSnews.

Maio 1, 2011

Com o actual desastre nas centrais nucleares de Fukushima no Japão, algumas pessoas perguntam: pode a energia nuclear ser segura? A resposta é não. A energia nuclear nunca poderá ser segura. Por Karl Grossman

Abril 10, 2011

Como o 11 de Setembro transformou os Estados Unidos, o 11 de Março transformará o Japão. O cataclismo será um choque eléctrico e a reconstrução se converterá no objectivo nacional do qual carecem hoje os japoneses? Por Jean-Marie Bouissou/Le Monde Diplomatique.

Abril 7, 2011

Por que o governo não inicia treinos de evacuação para a eventualidade de enfrentarmos fumos prejudiciais saídos dos reactores? Todos dirão que é para não criar pânico desnecessário. Desnecessário?

Abril 5, 2011

O nível de iodo radioactivo nas águas marinhas próximas da central nuclear de Fukushima é cinco milhões de vezes superior ao limite legal, informou esta terça-feira a concessionária da central, Tepco. Japão fixa limites de radioactividade para pescado e marisco.

Abril 4, 2011

Radioactividade na água é cem vezes superior ao limite legal; técnicos da empresa que gere Fukushima dizem que não tinham alternativa. AEIA diz que medidas foram insuficientes.

Março 30, 2011

O especialista japonês Hirose Takashi propõe a solução sarcófago para Fukushima, enterrar tudo sob cimento, como se fez em Chernobyl. Para ele, Tóquio e Osaka correm um perigo real. Entrevistadores: Yoh Sen'ei e Maeda Mari.

Março 28, 2011

Se as companhias de seguro se negam a arriscar o seu dinheiro assegurando a indústria nuclear, por que se deve obrigar as pessoas a arriscarem as suas vidas?, questiona neste artigo Dietrich Fischer, director académico da World Peace Academy.

Março 27, 2011

Primeiros protestos em Tóquio e Nagoya pedem o encerramento de todas as centrais nucleares no Japão. Nas quatro maiores cidades da Alemanha, mais de 200 mil pessoas foram às ruas protestar contra o uso da energia nuclear.

Março 27, 2011

Apesar de todos os riscos inerentes à energia nuclear, ainda há alguns ambientalistas que seguem a lógica do mal menor, defendendo a sua expansão como um mal menor face à utilização de carvão.

Março 27, 2011

Trabalhadores subcontratados fazem o trabalho mais perigoso, recebem salários menores, suportam doses bem acima de qualquer um dos funcionários da central. E acontecem acidentes.

Março 26, 2011

Há uma grande possibilidade de existir uma brecha no núcleo do reactor e por ela estar a escapar radioactividade. Uma fuga de grandes proporções pode afectar, em níveis diferenciados, milhões de pessoas.