Está aqui

Carlos Carujo

Professor

Artigos do Autor(a)

4 de Janeiro, 2017 - 18:49h

Para nos opormos às fábricas de mentiras precisamos ser trabalhadores da contra-hegemonia apostados em construir uma contra-hegemonia dos trabalhadores.

25 de Maio, 2016 - 23:54h

A bonomia cooperante deu lugar à ameaça sorridente: estabilidade até às autárquicas. Esta ameaça presidencial junta-se assim à chantagem das instituições europeias como facto político relevante.

16 de Maio, 2016 - 14:19h

À direita, dois argumentos principais têm sido avançados para defender a manutenção do financiamento por dinheiro dos contribuintes dos colégios privados com contratos de associação (e com escolas públicas por perto): o “direito à escolha” e os “compromissos” assumidos.

22 de Janeiro, 2016 - 00:09h

O revolucionário italiano Antonio Gramsci foi um símbolo de resistência ao fascismo, mas também de capacidade de renovação de um marxismo que não desiste de ser crítico. Para assinalar os 125 anos do seu nascimento, o esquerda.net republica um artigo de Carlos Carujo na Revista Vírus nº6.

18 de Novembro, 2015 - 13:39h

O cenário mais provável é o concretizar da Primavera Costista que promete um tempo de degelo da austeridade. A acontecer isto, a pressão da direita e dos media não será a dificuldade central que a esquerda terá de enfrentar. O problema maior é o que vai a esquerda fazer quando as coisas correrem mal.

13 de Setembro, 2015 - 00:23h

O grande debate foi afinal medíocre. Felizmente, podemos escolher a coragem em vez da mediocridade.

1 de Dezembro, 2014 - 17:13h

Por hegemonia entende-se a direção política e intelectual de uma ou várias classes. A forma como Gramsci utiliza o conceito implica uma orientação para a conquista do consenso, ainda antes de uma tomada de poder, e implica uma política de alianças. Artigo de Carlos Carujo, publicado na Revista Vírus nº6.

10 de Agosto, 2014 - 23:24h

A guerra entre humanos e máquinas, com toda a sua disparidade de forças, coloca-nos abertamente o problema da revolução contra o sistema dominante que se desenvolve nos dois filmes seguintes. Porém, Matrix, apesar das promessas iniciais, não contém uma mensagem revolucionária. Pelo contrário, torna-se uma experimentação da revolução impossível. Por Carlos Carujo.

27 de Agosto, 2013 - 00:02h

O partido do Estado mínimo e da concessão a privados dos espaços e bens públicos e o do esbanjamento propagandístico de recursos públicos para se eternizar no poder são afinal um só e o mesmo.

23 de Julho, 2013 - 00:08h

Dessuburbanizar é o nome que se propõe aglomerar os vários projetos e formas de resgatar a vida face à cidade da anti-estética que nos rouba o prazer de viver e da cidade das desigualdades que nos retira o direito à qualidade de vida.

Páginas