Está aqui

Veja o despacho de "suspensão de assiduidade" dos trabalhadores da PT/Altice

O esquerda.net teve acesso a um dos despachos distribuídos pela Altice, nas estruturas da PT, onde define a suspensão de assiduidade dos trabalhadores referenciados, com efeitos a partir de 16 de outubro de 2017.
Fonte: pplware.sapo.pt
Fonte: pplware.sapo.pt

O esquerda.net teve acesso a um dos despachos distribuídos pela Altice, nas estruturas da PT, onde define a suspensão de assiduidade dos trabalhadores referenciados, com efeitos a partir de 16 de outubro de 2017. 

“Autorizo, a título excecional, e temporário, a dispensa de assiduidade ao colaborador (…) de 16 de outubro de 2017 a 15 de janeiro de 2018”, pode ler-se no formulário assinado por Ana Rita Lopes, responsável pela Direção de Recursos Humanos da empresa, e ao qual se exigiu aos trabalhadores uma assinatura de confirmação em como tomaram “conhecimento”. 

A suspensão, segundo declarações da empresa ao jornal Público, é de adesão “voluntária”. No entanto, não só o despacho é taxativo ao defenir os efeitos da suspensão, como não permite ao trabalhador reverter a suspensão que apenas “pode cessar a qualquer momento por iniciativa da Empresa”.  

Este documento foi distribuído a mais de uma centena de trabalhadores que a Altice considera não terem "funções efetivas". Em resposta, as estruturas representativas dos trabalhadores exigiram já que a empresa "suspenda o processo enquanto este não for discutido e os seus contornos explicados". 

Não são ainda conhecidos os critérios para esta avaliação sobre as funções dos trabalhadores atingidos, nem foi apresentado qualquer plano da empresa para integrar os trabalhadores em funções efetivas.  

Para a comissão de trabalhadores, esta poderá ser uma manobra de fragilização dos trabalhadores da empresa que, uma vez "desinseridos da realidade da empresa" ficarão permeáveis a propostas de rescisão de contrato, disseram ao jornal Público.

O documento mostra também uma particularidade da organização da Altice, que inclui uma “classificação de informação”, que poderá ir de “muito secreto”, “secreto” ou “confidencial” e “reservado” até o “público”. 

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Sociedade

Adicionar novo comentário