Está aqui

“As Veias Abertas da América Latina” de Eduardo Galeano vai ser editado em Portugal

Versão integral da obra vai ser editado pela primeira vez em Portugal. Livro publicado em 1971 esteve proibido em países como Argentina, Brasil ou Chile.
Eduardo Galeano faleceu a 13 de abril de 2015. 

O ensaio do jornalista e escritor uruguaio Eduardo Galeano, falecido em abril de 2015, numa tradução de Helena Pitta, com prefácio Júlio Henriques, é publicado em março.

Numa nota à imprensa a editora Antígona cita o crítico de arte e romancista John Berger, segundo o qual, “publicar Eduardo Galeano é publicar o inimigo: o inimigo da mentira, da indiferença e, sobretudo, do esquecimento”. “Graças a ele, os nossos crimes serão relembrados”, acrescentou o artista e escritor inglês, autor de "Modos de ver", que morreu no passado dia 2 de janeiro.

Esta obra, “As Veias Abertas da América Latina”, conta com mais de um milhão de exemplares vendidos em todo o mundo e foi traduzida em doze línguas.

Segundo a editora portuguesa, este livro foi oferecido, em 2009, pelo ex-Presidente da Venezuela Hugo Chávez ao seu homólogo norte-americano Barack Obama.

Este é “um brilhante estudo sobre cinco séculos de exploração económica, política e social de todo um continente, a América Latina, pela Europa e pelos Estados Unidos, desde a descoberta do Novo Mundo", em 1492.

A Antígona realça ainda a “escrita eloquente e apaixonada”, e aponta a obra como “uma condenação visceral da infâmia e da ganância no mundo”.

Eduardo Galeano faleceu a 13 de abril de 2015

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Cultura

Adicionar novo comentário