Está aqui

Vasco Lourenço: Portugal tornou-se num "país sequestrado pelo medo"

O militar de abril, e presidente da Associação 25 de Abril, afirmou este sábado estar inconformado por Portugal se ter tornado num "protetorado de forças estrangeiras" e ser dirigido "por corruptos, por aldrabões, por pessoas sem ética nem moral".
Foto de Acscosta, Wikimedia Commons.

Durante um encontro de militares em Alcáçovas, Viana do Alentejo, que assinalou os 40 anos da fundação do Movimento dos Capitães, Vasco Lourenço adiantou que Portugal se ter tornou "num protetorado de forças estrangeiras" e é dirigido por pessoas que "tudo espezinham para manterem lugar à mesa dos poderosos", lamentando que não se tenha aproveitado a revolução dos cravos para construir "um país melhor do que o que hoje" existe.

O militar de abril afirmou-se inconformado com um "país sequestrado pelo medo" e dirigido "por corruptos, por aldrabões, por pessoas sem ética nem moral".

“Porque não sonharmos que poderemos, hoje e aqui, voltarmos a dinamitar uma situação que parece inexpugnável?", questionou Vasco Lourenço.

Os militares aprovaram, durante o encontro, uma moção, para a qual passarão a recolher assinaturas, contra a privatização da água, para dar "um sinal inequívoco de que a degradação do país tem que parar, de uma vez por todas".


 

Termos relacionados Sociedade

Comentários

Adicionar novo comentário