Está aqui

Urgeiriça: sessão aprova moção para recuperação das casas contaminadas pelo urânio

Uma sessão pública da ATMU (Associação dos Trabalhadores das Minas de Urânio) aprovou moção sobre recuperação ambiental das casas contaminadas pelo urânio, no bairro mineiro da Urgeiriça. Por Carlos Vieira.

Na passada segunda-feira, dia 8 de maio, a ATMU (Associação dos Trabalhadores das Minas de Urânio) convocou uma reunião pública com os moradores da Urgeiriça.

Dezenas de moradores acorreram ao Salão da Casa de Pessoal da ENU, preocupados com o problema da contaminação das suas casas, construídas com materiais supostamente inertes, mas, na verdade, altamente contaminados pelo urânio, algumas delas com valores dez vezes superiores aos considerados toleráveis pelos humanos.

A ATMU convidou todos os grupos parlamentares, mas apenas compareceu o deputado do Bloco de Esquerda, Moisés Ferreira (acompanhado por uma delegação da Comissão Distrital de Viseu do Bloco de Esquerda) e representantes distritais e regionais do PCP (João Abreu) e do PEV (Miguel Martins). Fizeram ainda parte da mesa três dirigentes da ATMU, António Minhoto, presidente da Direção , Vítor Dias e Carlos Borges.

António Minhoto começou por lamentar a ausência do PS, do PSD e do CDS, e salientou o facto de o Secretário de Estado da Energia, na reunião que teve com a ATMU e a EDM - Empresa de Desenvolvimento Mineiro - tenha dado razão às reivindicações dos moradores. Também considerou uma vitória que o levantamento radiológico das habitações tenha sido entregue à Universidade de Coimbra, dado que a ATMU sempre tinha defendido que este estudo devia ser entregue a uma entidade certificada e independente.

O deputado Moisés Ferreira aludiu às várias intervenções do Bloco de Esquerda no Parlamento na defesa dos trabalhadores da ENU e das suas famílias, bem como da recuperação ambiental das minas, tendo reafirmado a solidariedade do Bloco com a luta dos moradores e dos ex-mineiros para a recuperação ambiental da zona industrial e habitacional, adiantando que o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda irá fazer tudo o que estiver ao seu alcance para pressionar o governo a resolver de forma célere a descontaminação da Urgeiriça. No mesmo sentido se expressaram os representantes dos outros dois partidos de esquerda.

Moção aprovada na sessão

António Minhoto apelou ainda à unidade dos moradores e dos ex-mineiros, de modo a não se deixarem dividir pelas manobras eleitoralistas da Câmara de Nelas e da Junta de Canas de Senhorim, que não fizeram nada pelos moradores, a não ser agora, nas vésperas das eleições autárquicas, tentarem tirar partido da luta da ATMU. Defendeu ainda a preservação da arquitetura do Bairro Mineiro, parte integrante do património histórico e cultural, que poderá ser posto ao serviço do desenvolvimento turístico da Urgeiriça.

Depois do presidente da ATMU ter apresentado uma proposta de Moção, seguiu-se um debate muito participado pelos moradores que se queixaram sobretudo do recurso pouco eficaz da instalação, já experimentada nalgumas casas, de ventiladores, com inestéticas chaminés de respiro, e exigiram a descontaminação total das habitações.

Artigo de Carlos Vieira para o esquerda.net

Termos relacionados Sociedade

Adicionar novo comentário