Está aqui

Trabalho comunitário por ter protestado contra Governo PSD/CDS, há dois anos

Deolinda Martin foi condenada a trabalho comunitário por ter protestado na AR contra “reversão” que o governo do PSD/CDS queria fazer na lei da IVG. No facebook questiona: “com tanto crime grave a prescrever porque esta mão pesada sobre a liberdade de expressão?”
"Ergui a minha voz indignada pela reversão que o governo do PSD/CDS queria fazer na lei que permite a IVG", refere Deolinda Martin
"Ergui a minha voz indignada pela reversão que o governo do PSD/CDS queria fazer na lei que permite a IVG", refere Deolinda Martin

Deolinda Martin escreveu na sua página do facebook:

“Ontem fui convocada para a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais porque há 2 anos, em junho de 2015, ergui a minha voz indignada pela reversão que o governo do PSD/CDS queria fazer na lei que permite a IVG, luta longa e de tantos e tantas...Após dois anos, em maio, o juiz decidiu uma injunção de trabalho comunitário de 50 horas que teria de ser cumprido no espaço de 6 meses. Ontem, indiferentes ao período do ano, lá me atribuíram a instituição onde o terei de levar a cabo! Pergunto-me, com tanto crime grave a prescrever porque esta mão pesada sobre a liberdade de expressão? A quem tenho contado esta história, sinto o desvalorizar da importância...nem sempre a solidariedade que seria natural entre camaradas que cruzam lutas essenciais! Não é o trabalho comunitário que me incomoda, esse fá-lo-ei com orgulho...o que me magoa, o que me incomoda é ser tratada como criminosa por defender aquilo em que acredito, em democracia! Mas, desenganem-se, nunca me calarão!”

Mais tarde, informou “recebi uma onda avassaladora de solidariedade que me aqueceu o coração!” e esclareceu: “Quero também clarificar de que o partido a que pertenço não só me disponibilizou meios como me foi aconselhando, não aceito que o atinjam quando o que aqui quis denunciar apenas, foi a mão pesada que a justiça tem sobre a liberdade de expressão!”

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Comunidade

Adicionar novo comentário