Está aqui

Petição quer impedir encerramento de estação dos CTT em Vila Real

Na semana passada, o Bloco de Esquerda de Vila Real lançou uma petição contra o encerramento anunciado da estação dos CTT da Araucária. O partido considera que os dois postos que abriram na cidade não são uma solução alternativa.
Fotografia da página de Facebook do Bloco de Esquerda de Vila Real

A loja dos CTT da Araucária está incluída na lista de encerramentos divulgada pela administração da empresa que, entretanto, negociou a abertura de dois postos na cidade transmontana. "Estes postos para nós seriam um reforço, nunca uma solução para o fecho da loja", afirmou Mariana Falcato, dirigente do Bloco de Esquerda de Vila Real, em declarações ao Diário de Notícias.

O Bloco acredita que é possível reverter a decisão de encerramento e lançou uma petição ao Governo, em papel e online, “para pressionar a administração dos CTT a não fechar a loja da Araucária”.


Petição: Pela manutenção da loja dos CTT da Araucária


Mariana Falcato explicou que a loja de Araucária tem muita afluência, seja para enviar correio, pagar contas ou levantar respostas, e alertou para a concentração de serviços na estação do centro de cidade.

Na petição, sublinha-se a importância da loja da Araucária com a "população sénior, numa cidade cada vez mais envelhecida, dependente deste serviço de proximidade para receber a sua pensão ou reforma e para pagar as suas contas".

Salienta-se ainda a "utilização desta estação para envio de grandes volumes de correspondência dada a sua proximidade ao serviço de finanças, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e zona industrial". Para mais, a estação da Araucária é a única acessível a pessoas com mobilidade reduzida.


Ler mais: Bloco protesta contra fecho dos CTT em Vila Real


A estação da Araucária está incluída na lista de 22 lojas que os CTT querem fechar em todo o país até março.

Termos relacionados Política
(...)