Está aqui

Odeceixe: ambientalistas protestam neste sábado

Movimentos ambientalistas apelam à participação na ação de arte aérea, que terá lugar na praia de Odeceixe, contra a ameaça de prospeção e exploração de petróleo e gás, e pelo fim das monoculturas de eucaliptos que alimentam os fogos florestais.

No próximo dia 12 de agosto, a praia de Odeceixe acolherá uma ação de arte área, para a qual vários movimentos ambientalistas convidam a participar. Trata-se de um protesto “em nome da proteção da Costa Portuguesa face à ameaça de prospeção e exploração de petróleo e gás, e em nome do fim das monoculturas de eucaliptos que alimentam os fogos florestais”.

A ação é promovida pelos movimentos “ASMAA, ALA, Climáximo e outras iniciativas ambientais, juntamente com 200 participantes internacionais do encontro “Defend the Sacred: Imagina uma Alternativa Planetária”, em Tamera”. Ver evento no Facebook.

Sob a direção de John Quigley, ambientalista norte-americano, educador e artista de arte aérea, será desenhada uma enorme mensagem na praia, registada por drones equipados com material de filmagem.

“O evento será acompanhado por danças e intervenções de LaDonna Bravebull, iniciadora do movimento em Standing Rock, EUA; José Amarelinho, Presidente da Câmara Municipal de Aljezur; Sabine Lichtenfels, co-fundadora de Tamera; Laurinda Seabra, diretora da ASMAA; entre outros”, lê-se no texto da convocatória do protesto artístico.

Ainda esta semana, o presidente da Galp Energia, Carlos Gomes da Silva, anunciou que a petrolífera já tem agendados furos exploratórios para extração de petróleo na costa alentejana, para a primavera de 2018.

Não ao furo, Sim ao futuro! - Aerial Art Action - August 12th

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Petróleo em Portugal, Ambiente

Adicionar novo comentário