Está aqui

Nobel da Paz “perde” nome de rua após críticas à repressão dos eleitores catalães

Rigoberta Menchú já não vai ter o seu nome numa rua em Valladolid. A razão do recuo do autarca socialista são os tweets em que a líder indígena guatemalteca condenou a violência policial sobre os eleitores catalães.
Rigoberta Menchú criticou repressão policial ao referendo da Catalunha, autarca do PSOE de Valladolid não gostou. Foto Carlos Rodriguez/Agência de Notícias ANDES/Flickr

O autarca do PSOE de Valladollid anunciou que o novo nome da Rua de Fernandéz Ladreda, militar e ministro da ditadura franquista, já não será atribuído a Rigoberta Menchú. A ativista pelos direitos indígenas guatemaltecos condenou e apelou a uma tomada de posição por parte da comunidade internacional contra a violência do governo espanhol sobre o povo catalão no referendo de 1 de outubro, solidarizando-se com os quase 900 feridos.

Para o autarca do PSOE, Óscar Puente, a posição da Nobel da Paz gerou “tensão, conflito e desaprovação” na comunidade local. E assim decidiu recuar na decisão anunciada na semana passada, quando divulgou os nomes das personalidades que irão substituir os nomes associados à ditadura em oito ruas da cidade.

Termos relacionados Internacional

Adicionar novo comentário