Está aqui

Marisa mostra os “dias úteis” do Parlamento Europeu

Em resposta às críticas do presidente da Comissão Europeia aos eurodeputados, Marisa Matias resolveu registar em vídeo o seu quotidiano num dia de plenário em Estrasburgo e num dia de comissões em Bruxelas.
Marisa Matias no Parlamento Europeu.

No Parlamento Europeu, “os dias são todos diferentes” e as agendas variam consoante as reuniões que existem, diz Marisa Matias, que não quis deixar sem resposta as críticas de Juncker, ao falar para o plenário quase vazio na sessão em que participava. ”Creio que tenho a obrigação de mostrar e explicar como é um dia em Estrasburgo”, afirmou a eurodeputada bloquista.

“Não se trata de nenhuma justificação, antes uma prestação de contas e, espero, uma ajuda para perceberem o que por aqui andamos a fazer”. O primeiro vídeo foi gravado a 5 de julho em Estrasburgo, a cidade onde os eurodeputados se reúnem uma vez por mês em plenário:

Dias úteis - Marisa Matias 2017.07.07

O segundo vídeo, gravado a 11 de julho,  mostra um dia durante a semana de trabalho nas duas Comissões Parlamentares em Bruxelas que Marisa Matias integra, excluindo as reuniões à porta fechada:

Dias úteis II - Marisa Matias 2017.07.13

 

 

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Política

Comentários

Não compreendo o motivo de ter de haver justificações.
Assim até parece que querem mostrar o que não existe, e que afinal até existia razão nas palavras do senhor.
O que nos pode estar a preocupar é:
Estavam apenas cerca de 30 dos 751 eurodeputados efetivos.
Ou seja, estavam 721 em reuniões e comissões? A preparar trabalhos?
Isso é que para mim poderá ser preocupante, mas se for verdade, não há problemas.
Como sabem os políticos têm estado sobre fogo, não se podem colocar no alvo.
De qualquer forma, quando se apresentam muitas justificações, também podem não ficar lá muito bens vistos.
Que eu saiba esta não será a primeira vez que este tema foi abordado, afinal estamos a falar de uma situação que se passou dia 04 de Julho. Não vale a pena arrastar mais esta questão.
Eu até já a tinha esquecido.

Adicionar novo comentário