Está aqui

Mariana Mortágua: Dados da economia alertam governo, de que tem de ir mais longe

A vice-presidente do grupo parlamentar do Bloco de Esquerda afirmou que o crescimento da economia prova que “a direita estava errada” e alerta o Governo, “que tem de ir mais longe nas políticas de devolução de rendimentos e de proteção dos direitos do trabalho”.
"As pessoas têm de chegar ao final do mês e ter no seu salário o resultado de uma economia que cresce a 2,7%" afirmou Mariana Mortágua - Foto de Paulete Matos
"As pessoas têm de chegar ao final do mês e ter no seu salário o resultado de uma economia que cresce a 2,7%" afirmou Mariana Mortágua - Foto de Paulete Matos

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou nesta quarta-feira, 14 de fevereiro, que a economia portuguesa cresceu 2,7% em 2017. Trata-se do crescimento anual mais elevado desde 2000, mais 1,2% do que no ano anterior e mais 0,9% do que a previsão do governo.

Comentando os dados divulgados pelo INE, Mariana Mortágua apontou:

“O que os dados de hoje nos dizem é que temos de ir mais longe. As pessoas têm chegar ao hospital e ver o resultado de uma economia que cresce a 2,7%. As pessoas têm de chegar ao final do mês e ter no seu salário o resultado de uma economia que cresce a 2,7%. Só essa política de devolução de rendimentos e direitos pode fazer com que este crescimento seja mais forte e sustentado no futuro”.

As pessoas têm chegar ao hospital e ver o resultado de uma economia que cresce a 2,7%. As pessoas têm de chegar ao final do mês e ter no seu salário o resultado de uma economia que cresce a 2,7%

A deputada bloquista lembrou as posições de PSD e CDS no passado, que consideravam “que era empobrecendo a economia, que era cortando direitos e cortando salários que o país sairia da crise” e contrapôs: “Sempre soubemos que dando rendimentos, dando direitos, que aumentando o salário mínimo nacional, que acabando com os cortes nos salários a economia ia crescer”.

“Sempre dissemos que a austeridade é uma má política económica. Sempre lutámos por esta alteração de política e ela resulta. Há mais investimento, emprego e consumo porque há mais rendimentos, que foram devolvidos, numa mudança de política económica”, realçou a dirigente bloquista, salientando que “sempre o soubemos até contra algum ceticismo do Governo, que continuava, como continua, a não querer ir tão longe na devolução de rendimentos”.

“Estes dados são uma prova de que a direita estava errada, mas também um alerta para o Governo, que tem de ir mais longe nas suas políticas de devolução de rendimentos e de proteção dos direitos do trabalho, porque já se provou que os resultados são bons”, realçou a concluir Mariana Mortágua.

Termos relacionados Política
(...)