Está aqui

#JeSuisCharlie: Multiplicam-se manifestações de repúdio

Mais de cem mil pessoas manifestaram-se em toda a França em apoio à liberdade de imprensa e repudiando o atentado contra o Charlie-Hebdo. Para Lisboa, está a ser convocada no facebook uma concentração para esta quinta-feira às 18.30 na Praça dos Restauradores com o lema “Sou Charlie Hebdo”.

Mais de cem mil pessoas desfilaram nas principais cidades de França, nesta quarta-feira, repudiando o ataque ao “Charlie Hebdo”, manifestando a sua solidariedade à publicação e defendendo a liberdade de imprensa. Em Paris, o desfile terá juntando mais de 45 mil pessoas e em Lyon 15 mil. As ações de solidariedade e repúdio do atentado decorreram sob o lema “Je suis Charlie” também em Toulouse, Marselha, Nantes, Estrasburgo, Bordéus, Rennes e noutras cidades como Nancy, Grenoble, Tours, Marselha, Arras, Clermont-Ferrand, Poitiers.

Noutras cidades europeias, como Berlim, Bruxelas, Londres Estocolmo também se realizaram ações de protesto e indignação pelo ataque terrorista, convocadas espontaneamente.

Para Lisboa, está a ser convocada no facebook uma concentração com o lema “Sou Charlie Hebdo” para esta quinta-feira às 18.30 na Praça dos Restauradores.

Suspeitos vistos no norte de França

A polícia francesa anunciou já ter identificado dois dos autores do atentado, que terão sido vistos na manhã desta quinta-feira em Aisne, no norte de França, perto da Bélgica. Os dois suspeitos de serem os autores do atentado são, segundo a polícia francesa, Saïd e Chérif Kouachi, dois irmãos nascidos em Paris de origem argelina e que têm 32 e 34 anos. Chérif Kouachi foi condenado a 2008 a três anos de prisão por envio de jihadistas franceses para o Iraque.

Os dois suspeitos foram vistos pelo gerente de uma bomba de gasolina num carro Renault e transportavam armas no banco traseiro, que eram visíveis do exterior do veículo.

Notícia em atualização

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Sociedade

Adicionar novo comentário