Está aqui

Inês Henriques é campeã mundial dos 50 km marcha

A atleta alcançou também um novo recorde mundial com 4h05m56s, batendo o seu próprio recorde pessoal. Após a vitória, Inês Henriques salientou que "a primeira conquista foi as mulheres estarem cá; acontecesse o que acontecesse, era uma vitória".
Inês Henriques, campeã mundial dos 50 km marcha, Londres, 13 de agosto de 2017 – Foto de Facundo Arrizabalaga/Epa/Lusa
Inês Henriques, campeã mundial dos 50 km marcha, Londres, 13 de agosto de 2017 – Foto de Facundo Arrizabalaga/Epa/Lusa

A atleta Inês Henriques é campeã mundial dos 50km marcha, tendo conquistado a medalha de ouro nos Mundiais de atletismo, que decorrem em Londres.

A marchadora alcançou também um novo recorde mundial com 4h05m56s. O anterior recorde mundial também era de Inês Henriques, 4h08m25s, e tinha sido obtido em 15 de janeiro de 2017, em Porto de Mós.

Inês Henriques é de Rio Maior, tem 37 anos, três participações olímpicas, a última das quais no Rio2016, onde alcançou o 12º posto nos 20 km marcha. A marchadora tem ainda, nos 20 km marcha, um sétimo lugar (Mundiais de 2007) e um nono (Europeus de 2010).

No final da corrida, a marchadora portuguesa declarou: "Foi fantástico. Não consigo descrever em palavras o que estou a sentir. É a recompensa de 25 anos de trabalho". Inês Henriques salientou ainda que se trata de um “grande sonho”, só possível com o apoio da família, que "sempre me deram a cana, para eu aprender a pescar". "Não sou, nunca fui um talento. Sempre fui muito trabalhadora. Podemos não ser fantásticos, mas, quando trabalhamos, conseguimos", sublinhou.

Inês Henriques afirmou ainda que "a primeira conquista foi as mulheres estarem cá; acontecesse o que acontecesse, era uma vitória", destacando em relação aos Mundiais de Atletismo que queria estar lá, "para demonstrar que as mulheres podem fazer isto. É duro. Mas é possível".

Em declarações à TSF, a marchadora agradeceu ao treinador, Jorge Miguel; à equipa do Clube de Natação de Rio Maior, onde treina; à Federação Portuguesa de Atletismo, ao Comité Olímpico Português, e aos muitos portugueses que puxaram por ela durante a prova.

Notícia atualizada às 15.15h de 13 de agosto de 2017

Termos relacionados Sociedade

Adicionar novo comentário