Está aqui

Guardia Civil bloqueia site da Assembleia Nacional Catalã

Desde as 23 horas desta segunda-feira que o "antiga.assemblea.cat", site que lidera o projeto independentista catalão, ficou sob ataque da Guardia Civil. A ANC comunicou que iriam abrir uma nova página na internet para contornar o bloqueio. 
O site “antiga.assemblea.cat" deixou de estar acessível de forma intermitente esta segunda-feira à noite e, em vez disso, surgiu nos monitores o emblema da Guarda Civil e a mensagem: "Este domínio está à disposição da Autoridade Judicial".
O site “antiga.assemblea.cat" deixou de estar acessível de forma intermitente esta segunda-feira à noite e, em vez disso, surgiu nos monitores o emblema da Guarda Civil e a mensagem: "Este domínio está à disposição da Autoridade Judicial".

A Assembleia Nacional Catalã (ANC) denunciou esta segunda-feira ao final da noite que o seu site na internet foi bloqueado "sem aviso prévio”. O ataque foi já confirmado pelas autoridades como tendo partido da Guardia Civil.  

O site “antiga.assemblea.cat" deixou de estar acessível de forma intermitente esta segunda-feira à noite e, em vez disso, surgiu nos monitores o emblema da Guarda Civil e a mensagem: "Este domínio está à disposição da Autoridade Judicial".

Ao início, o presidente da ANC, Jordi Sánchez, não sabia se o bloqueio do site na internet teria sido obra da Guarda Civil ou de um hacker. Após a confirmação, comunicou que iriam abrir uma nova página na internet para contornar o bloqueio. 

Para Sánchez, “enfrentamos uma decisão que ataca diretamente a liberdade de expressão”, lamentou. “É um novo exemplo do absurdo que é o governo de Mariano Rajoy”, disse ainda. 

Confirmou também que não recebeu nenhuma notificação da Guarda Civil sobre a página e indicou que a "única reposta a esta situação é ir calmamente votar no dia 1 de outubro". 

Adicionar novo comentário