Está aqui

Greve de trabalhadores de limpeza dos hospitais Curry Cabral e Santa Maria

Nesta sexta-feira, trabalhadoras e trabalhadores de limpeza do hospital Curry Cabral fazem greve de 24 horas. Dia 9, segunda-feira, a greve será no hospital de Santa Maria. As reivindicações são pelos direitos, nomeadamente subsídios de alimentação e negociação.
Nesta sexta-feira, trabalhadoras e trabalhadores de limpeza do hospital Curry Cabral fazem greve de 24 horas. Dia 9, segunda-feira, a greve será no hospital de Santa Maria – Foto de STAD
Nesta sexta-feira, trabalhadoras e trabalhadores de limpeza do hospital Curry Cabral fazem greve de 24 horas. Dia 9, segunda-feira, a greve será no hospital de Santa Maria – Foto de STAD

Os serviços de limpeza dos hospitais do SNS (Serviço Nacional de Saúde) estão concessionados a diversas empresas de limpeza: no hospital Curry Cabral à Iberlim, no Santa Maria à Safira. O sindicato é o Sindicato dos Trabalhadores de Atividades Diversas (STAD) da CGTP.

Curry Cabral: greve de 24 horas e concentração das 9.30 h às 11.30h, dia 6 de outubro

Em comunicado de imprensa, o STAD refere, segundo a Lusa: "Os serviços de Limpeza e Higiene do Hospital Curry Cabral estão concessionados à empresa de limpeza industrial Iberlim. Contudo, no dia 6 de outubro, as instalações do hospital não serão limpas, os trabalhadores e trabalhadoras de limpeza hospitalar estão cansados e saturados que a empresa ignore as suas reivindicações e viole permanentemente os seus direitos laborais".

O sindicato denuncia a falta de vontade de diálogo da Iberlim, que durante meses não respondeu ao pedido de negociações. Em 14 de junho houve uma greve, mas a empresa continuou a recusar o diálogo. Por falta de reposta da empresa foi solicitada reunião ao ministério do Trabalho, mas a Iberlim rejeita qualquer entendimento.

Trabalhadoras e trabalhadores lutam nomeadamente por resposta ao caderno reivindicativo, “que tem por base o Acordo de Condições Específicas, que se aplica no local de trabalho em relação ao subsídio de alimentação que tem de ser igual ao da função pública e subsídio de transporte no valor igual ao passe da cidade de Lisboa”, segundo o STAD. Reivindicam também que a Iberlim pague os feriados de acordo com o Contrato Coletivo e dê o “respetivo descanso compensatório do trabalho prestado em dia feriado” a todas e todos os trabalhadores e trabalhadoras.

Santa Maria: greve de 24 horas e concentração das 9.30 h às 12h, dia 9 de outubro

Em comunicado de imprensa, o STAD refere que “os trabalhadores e trabalhadoras de limpeza hospitalar da Safira, [estão] cansados e saturados que a empresa viole permanentemente os seus direitos laborais farão nesse dia uma jornada de luta".

As reivindicações são: aumentos salariais, aumento do subsidio de refeição, subsídio de transporte, pagamento de feriados de acordo com o Contrato e cumprimento da legislação laboral.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Sociedade

Adicionar novo comentário