Está aqui

Greve de quatro dias na Seda Ibérica

Trabalhadores da Seda Ibérica Embalagens, em Paço de Arcos, Oeiras, iniciaram greve de quatro dias, por aumentos de salários e contra a desregulamentação dos horários de trabalho.
Trabalhadores da Seda Ibérica Embalagens fazem 4 dias de greve em janeiro
Trabalhadores da Seda Ibérica Embalagens fazem 4 dias de greve em janeiro

As paralisações de 24 horas estão marcadas para 11, 12, 18 e 25 de janeiro de 2018. Os trabalhadores da Seda Ibérica farão ainda greve às horas extraordinárias, entre 11 e 25 de janeiro.

A luta é pela proposta de Acordo de Empresa, apresentada pelo sindicato, e contra o não pagamento do subsídio de turno conforme o estabelecido na contratação coletiva do setor, refere o sindicato SITE CSRA (sindicato dos trabalhadores das indústrias transformadoras, energia e actividades do ambiente do centro sul e regiões autónomas).

Os trabalhadores protestam ainda contra a não atualização dos salários em 2017, pela falta de proposta salarial da empresa, contra a tentativa da administração de impor o aumento dos horários de trabalho, de eliminar as pausas para o pequeno-almoço e de alterar o horário de almoço.

A Seda Ibérica Embalagens faz parte do grupo italiano Seda Packaging, tem mais de 220 trabalhadores, faturou quase 42,8 milhões de euros e apresentou um resultado líquido de 1,35 milhões de euros em 2016.

Termos relacionados Sociedade

Adicionar novo comentário