Está aqui

CTT: Bloco questiona Ministro da Economia sobre falhas do serviço postal

Numa pergunta entregue esta quinta-feira ao Ministro da Economia, o Bloco de Esquerda questiona a degradação generalizada do serviço prestado pelos CTT em todo o país e, em particular, no distrito de Bragança. 

Numa pergunta entregue esta quinta-feira ao Ministro da Economia, o Bloco de Esquerda questiona a degradação generalizada do serviço prestado pelos CTT em todo o país e, em particular, no distrito de Bragança. 

"Está a ser violado grosseiramente o convénio do serviço universal de distribuição postal”, com “milhares de reclamações por parte dos utentes” que também chegaram ao conhecimento do grupo parlamentar do Bloco de Esquerda. 

Questionados pela agência Lusa, os CTT afirmam que “em Bragança, como em qualquer outro ponto do país, os carteiros dos CTT continuam a percorrer, todos os dias úteis, todas as moradas do país”, afirmando que “não têm registado recentemente condicionalismo que tenham prejudicado a prestação do serviço postal”. 

O Bloco considera que não estão ser cumpridas as regras do serviço público postal. A população do distrito de Bragança tem denunciado várias situações de atrasos na distribuição do correio, bem como um aumento do tempo de espera aos balcões dos CTT e falta de pessoal nas suas estações.

"A distribuição, que deixou de ser diária para passar a ser em dias alternados ou ainda com mais espaçamento, não garante a qualidade do serviço a que as populações estavam habituadas e é um dos principais problemas apontados. Estamos assistir no distrito de Bragança à dispensa de trabalhadores, ou que estão ser distribuídos para os serviços bancários dos CTT", frisou o deputado Pedro Soares.

Termos relacionados Política

Adicionar novo comentário