Está aqui

Bloco exige demissão de Rui Machete por ter mentido ao Parlamento

O coordenador do Bloco de Esquerda exigiu, neste sábado, a demissão do ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, perante a "prova documental e irrefutável" de ter mentido em 2008 ao parlamento. João Semedo sublinha que a "prova" da mentira deve ter consequências políticas e que o parlamento também não pode ficar indiferente.

Em conferência de imprensa dada neste sábado, 21 de setembro, o coordenador do Bloco de Esquerda, João Semedo pronunciou-se sobre a carta que Rui Machete enviou ao parlamento, que divulgámos no esquerda.net, e onde o atual ministro dos Negócios Estrangeiros afirmava que nunca tinha sido “sócio ou accionista da Sociedade Lusa de Negócios, SLN, SA”. Semedo sublinhou que se sabe hoje que esta declaração de Machete "é uma redonda mentira".

"A mentira é sempre condenável. Quem mente não pode governar. E por isso nós dizemos que Rui Machete deve demitir-se ou ser demitido, em nome da democracia, da transparência, da decência, do combate à podridão que Rui Machete na sua tomada de posse se queixava de estar a ser vítima", acusou João Semedo.

Segundo a Lusa, o coordenador do Bloco diz que a "prova documental e irrefutável" agora divulgada deve ter consequências políticas e que a Assembleia da República também não pode ficar indiferente.

"A Procuradoria-Geral da República (PGR) é quem lida com estes casos. O Parlamento deve apresentar queixa à PGR e se o Parlamento não o fizer, nós não deixaremos que o Parlamento deixe de o fazer", declarou João Semedo.

ESQUERDA.NET | Bloco de Esquerda exige demissão de Rui Machete

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Política

Comentários

Adicionar novo comentário