Está aqui

Bloco condena “campanha difamatória” contra greve dos estivadores

No plenário dos estivadores do Porto de Lisboa, a deputada bloquista Isabel Pires saudou a luta dos estivadores contra a precariedade e defendeu a necessidade de reverter a lei portuária do anterior governo.
Plenário realizado esta sexta-feira pelos estivadores do porto de Lisboa.

Isabel Pires e Heitor de Sousa representaram a bancada parlamentar do Bloco de Esquerda no plenário dos estivadores em Lisboa e prestaram solidariedade à luta destes trabalhadores contra a tentativa patronal de impor a precariedade como regra do setor.

Esta quinta-feira, os estivadores do Porto de Lisboa prolongaram o pré-aviso de greve até ao dia 16 de junho a todo o trabalho para além do turno, mas também aos turnos em que as empresas coloquem trabalhadores estranhos à profissão ou que não integrassem o contingente efetivo e eventual à data de 15 de Setembro de 2015, e às operações em que intervenham empresas externas de movimentação de cargas contratadas pelas empresas portuárias.  Em declarações à Lusa, o presidente do Sindicato dos Estivadores afirma que o fundo de greve está preparado para “suportar uma greve longa”.

A deputada bloquista Isabel Pires defendeu a necessidade de reverter a situação criada pela lei do trabalho portuário do anterior governo, “que trouxe a precariedade, a baixa do salário e a destruição de direitos” e agudizou o conflito social no porto de Lisboa.

A par de iniciativas legislativas nesse sentido, Isabel Pires defendeu que é importante combater “a campanha difamatória que está a ser feita em relação a esta greve”, explicando o seu real motivo: “trata-se de lutar contra a precariedade de todo um setor de atividade extremamente importante para o país”, afirmou a deputada bloquista no vídeo gravado pelo sindicato com o seu depoimento e do deputado do PCP Bruno Dias.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Política

Adicionar novo comentário